A importância da indústria

A importância da indústria

Hoje, dia 25 de maio, é Dia da Indústria. Essa data oficial homenageia Roberto Simonsen, considerado patrono da indústria nacional. Além de atuar como agente industrial, ele também era engenheiro, professor, historiador, administrador e político, para não falar na cadeira que ele ocupa na Academia Brasileira das Letras!

Simonsen percebeu como a produtividade das empresas aumentava com os novos meios de produção baseados em máquinas. Daí para frente, ele espalhou seu conhecimento e fundou o Centro dos Construtores e Industriais de Santos. A classe industrial nasceu por conta dos seus esforços.

Mas não foi Roberto sozinho que criou a indústria no Brasil. Cada vez mais pessoas aderiram ao que seria uma nova forma de pensar a economia, ainda que nosso país tenha demorado bastante a se industrializar. Para ter uma ideia, a Revolução Industrial ocorreu entre 1760 e 1840 — e o Brasil só seguiu o mesmo caminho na era Getúlio Vargas e na era Juscelino Kubitschek, a partir da década de 1930.

Depois que a industrialização fez lar por aqui, ela se tornou a geradora da maior parte do nosso PIB (Produto Interno Bruto). A economia do país e do mundo é, atualmente, quase que completamente movida pela indústria. O sudeste brasileiro é a região na qual ela está mais presente, mas todas as regiões têm sua participação.

Todos os tipos de mercado se desenvolveram mais e mais, tanto as indústrias nacionais quanto as estrangeiras que passaram a exercer suas atividades em solo brasileiro. Hoje em dia, trabalhamos com todas as etapas do processo industrial: desde as empresas que produzem bens de base ou intermediários, até aquelas que produzem os bens de consumo que vão para o cliente final.

O mundo como o conhecemos só existe por conta da indústria. Parabéns a todos os envolvidos nessas cadeias de produção — e lembrem-se de que podem contar com a Imperium para ajudar na sua logística de transporte. 😉